terça-feira, 12 de julho de 2011

Fatos Antigos em Tempos Modernos

Estava eu em um Pronto Socorro para ser atendido, quando chegou um senhor acompanhado de uma jovem.
Ele deveria ter pouco mais de cinqüenta anos e ela cerca de vinte e cinco.
Ela estava de shortinho, camiseta e tênis. Havia caído da bicicleta e ralado a perna direita, que sangrava.
O senhor entrou agitado. Gritando que ela precisava de um rápido atendimento..
A atendente observou ser nada urgente e solicitou para aguardarem um pouco. Já  seriam chamados.
Ele pavoneava em torno dela. Falava como se falasse a uma adolescente. E ela respondia como tal, como querendo se mostrar indefesa e que ele era o seu protetor.
Dois minutos de espera e ele principiou a reclamar em alto e bom tom, novamente.
Fui chamado, entrei para ser atendido.
Após conversar com o médico, fui colocado em uma poltrona e passei a receber soro.
Os dois entraram, logo após. Ela foi colocada em uma cama próxima para um enfermeiro fazer os curativos.
O celular tocou e ele atendeu:
- Oi amor. Estou em reunião. Creio que em uma hora, no máximo, em hora e meia termino. Quando eu sair te ligo. Beijos.
A jovem choramingou:
-Você vai ficar com aquela bruxa e eu vou ficar machucada, sozinha.
-Meu amor você sabe que eu não posso ficar contigo a noite toda.  Mas, eu não vou te largar até estar tudo bem e te deixar em casa.
Aquela cena me lembrou personagens antigos, mas em tempos modernos.
As enfermeiras, falavam sorrateiramente, uma para as outras:
-Que pouca vergonha.
Os enfermeiros riam.  Os médicos, por alguns terem aproximadamente a idade do senhor e quem sabe, também terem a suas protegidas, sorriam complacentemente.
Eles se foram. Pensei comigo. Antigamente comentava-se, a boca pequena, que alguém tinha montado casa para uma protegida. Toda a cidade sabia. Menos a esposa, ou esta se fazia de desentendida.
Continuando nos meus pensamentos, perguntei:
- Será que, como antigamente se dizia, a jovem do Pronto Socorro é teúda e manteúda ou somente manteúda?




Nenhum comentário:

Postar um comentário