quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Felicidade

O pai sentado à mesa observa a família no horário do almoço.
O s filhos estão crescidos. Transformaram-se em homens e mulher feitos. Já tem uma nora.
A conversa corre solta, regada pela bebida e enriquecida pela boa comida da mãe.
A alegria é contagiante. Os sorrisos começam nos lábios e se espraiam pelos olhos. Recordações. Boas recordações.
- Lembra do vô, a gente escondia a bengala quando ele estava dormindo e ....
Começam os risos, um falando por cima do outro relembrando o fato.
- E a vó, quando as tartarugas fugiam do aquário....
Aumenta o falatório, os risos a alegria.
E as lembranças vão surgindo e se ampliando regadas de piadas, gracejos.
Brincam com sua gaguice. Zombam da mãe quando corria atrás deles com o chinelo.
E o pai vai tendo a alegria de ver a vida pelos olhos dos filhos.
Curte conhecer melhor os momentos que não estava com eles, por estar trabalhando, ou por eles estarem com os avós ou amigos.
Aquilo é pura felicidade.
Lembra do seu amigo Giba, que sempre disse:
- A felicidade está nas pequenas coisas, pequenos momentos.
Aquele instante era um grande pequeno momento.




Um comentário:

  1. Pequenos momentos são tudo, pois o presente é tudo que temos para viver... relembrar os bons momentos só se tornam mais um pequeno bom momento....

    ResponderExcluir